|Cuba

Professores da área da Cultura em destaque no Dia do Educador Cubano

O Dia do Educador celebra-se, em Cuba, a 22 de Dezembro, mas este ano as actividades relacionadas com tal jornada começaram dia 14. Os professores do ensino artístico são homenageados.

O trabalho dos educadores no Sistema Nacional de Ensino Artístico ilustrado pela aula do músico Enrique Lazaga na Escola Nacional de Música
O trabalho dos educadores no Sistema Nacional de Ensino Artístico ilustrado pela aula do músico Enrique Lazaga na Escola Nacional de Música CréditosJosé Manuel Correa / Granma

Os mais de 3000 docentes que hoje integram o sistema cubano de ensino artístico, os que foram Prémios Nacionais, os que há 60 anos fundaram as primeiras escolas de arte – em resposta ao apelo de Fidel Castro para levar a arte e a cultura ao povo – serão homenageados no Dia do Educador, que tem data certa no calendário a 22 deste mês, mas cujas actividades, organizadas pelo Centro Nacional de Escolas de Arte (CNEArt), do Ministério da Cultura, estão a decorrer desde dia 14.

Pela primeira vez, informa o diário Granma, várias instituições do sector, como o Centro de Superação Cultural (CSC), o Conselho Nacional de Casas de Cultura (Cncc) e a Universidade das Artes (ISA), juntam-se ao CNEArt para reconhecer o trabalho daqueles que dão aulas nas várias áreas artísticas.

Entre as actividades programadas, contam-se a realização de matutinos especiais nas 37 escolas de arte do sistema nacional em todo o território cubano, concursos, debates, galas, espectáculos, encontros com fundadores, bem como a atribuição de condecorações aos mais destacados e com mais tempo de presença no sistema de ensino da cultura, refere o periódico.

Em Havana, o Memorial José Martí será palco, dia 21, da cerimónia de entrega de Condecorações a Educadores do Sistema da Cultura. No Dia do Educador propriamente dito, a Sala Covarrubias do Teatro Nacional acolhe a Gala de Homenagem àqueles que, com a sua experiência e conhecimento, tornam possível a concretização do pensamento fidelista de que «sem cultura não há liberdade possível».

Actualmente, mais de 8000 estudantes em Cuba estudam Música, Dança, Ballet, Teatro, Artes Visuais e Circo nas escolas de arte de nível elementar e nível médio-superior profissional, segundo dados divulgados pelo CNEArt. Na Universidade das Artes estão matriculados mais de 1300 estudantes.

O Dia do Educador (também designado Dia do Educador Cubano) foi instituído na sequência da Campanha de Alfabetização que o governo revolucionário cubano levou a cabo para fazer frente à grande taxa de analfabetismo na Ilha.

Em Setembro de 1960, Fidel Castro anunciava nas Nações Unidas: «(...) no próximo ano, o nosso povo propõe-se travar a sua grande batalha contra o analfabetismo, com a meta ambiciosa de ensinar a ler e a escrever até ao último analfabeto.»

A 22 de Dezembro de 1961, na Praça da Revolução, em Havana, Fidel anunciou o fim da campanha e declarou Cuba como Território Livre de Analfabetismo. «Ganhámos uma grande batalha», disse. A data passou a ser assinalada como o Dia do Educador.

Tópico