|Peru

Peru anuncia saída do Grupo de Lima

O novo ministro dos Negócios Estrangeiros do Peru, Héctor Béjar, anunciou a retirada do país do Grupo de Lima, devido à política externa de não ingerência que será implementada por Pedro Castillo.

Tomada de posse de Pedro Castillo Terrones como Presidente da República do Perú. No seu discurso inaugural orgulhou-se da sua origem camponesa e condição de professor rural e comprometeu-se a formar um governo do povo, para governar com o povo e para o povo. Lima, Perú, 28 de Julho de 2021
Créditos / ANDINA/ Prensa Presidencia

Segundo o jornal mexicano La Jornada, o ministro lembrou esta sexta-feira que a entidade regional, quatro anos depois da sua fundação, apoiou a oposição venezuelana para derrubar a Revolução Bolivariana.

«Vamos juntar-nos às nações europeias e latino-americanas que já trabalham contra os bloqueios unilaterais que afectam a nação bolivariana e sem intervir nas suas diferentes tendências políticas», citou o jornal.

O Grupo de Lima é um organismo multilateral nascido a 8 de Agosto de 2017, após uma reunião de representantes de 14 países, com o objectivo de ignorar os resultados eleitorais conquistados pelo presidente Nicolás Maduro.

O Peru junta-se ao México, à Bolívia e à Argentina, na lista das nações que assinaram com os seus líderes anteriores a criação do Grupo de Lima e que agora se manifestam contra a sua posição de ingerência permanente.

Tópico