|Colômbia

Massacre no Sudoeste da Colômbia é o 26.º deste ano

Quatro pessoas foram assassinadas no departamento do Cauca, naquele que constitui o 26.º massacre perpetrado em 2021 no país sul-americano, segundo indicou o Indepaz esta quinta-feira.

Protesto em Bogotá contra os massacres na Colômbia
Protesto em Bogotá contra os massacres na Colômbia Créditos / France 24

As autoridades afirmaram ter encontrado três corpos sem vida na Vereda Cascabel, no município de Santander de Quilichao, enquanto várias pessoas feridas foram levadas para o Hospital Francisco de Paula Santander, onde uma delas acabaria por falecer minutos depois.

As vítimas, segundo revelam várias fontes, encontravam-se numa quinta em Mondomo quando, na quarta-feira ao fim da tarde, chegou ao local um grupo de homens armados, que atiraram a matar, confirmou Luis Cornelio Angulo, secretário do governo do Cauca.

«Nessa zona, o ano passado tivemos alguns problemas quando tentámos avançar com processos de erradicação [de cultivos ilícitos], pois há presença de cultivos de coca», disse o funcionário do departamento, citado pela Prensa Latina.

Trata-se do quinto massacre perpetrado neste departamento do Sudoeste em pouco mais de três meses de 2021 e o número 36 desde que Iván Duque tomou posse como presidente da Colômbia, alertaram organizações sociais.

No total, 95 pessoas foram assassinadas na Colômbia nos massacres levados a cabo em 2021. Segundo o Instituto de Estudos para o Desenvolvimento e a Paz (Indepaz), entidade que investiga e divulga informação sobre o conflito interno, entre 1 de Janeiro e 7 de Abril, registou-se um massacre no país sul-americano a cada três dias e meio.

Os departamentos de Antioquia e do Cauca registam o maior número de ocorrências e vítimas mortais (5 / 18). Seguem-se Nariño (quatro massacres e 17 vítimas) e Valle del Cauca (4 / 15).

«Está-se a registar um aumento em matéria de massacres nos últimos dois anos», alertou recentemente o director do Indepaz, Camilo González.

Em 2020, o organismo documentou a ocorrência de 91 de massacres, dos quais resultaram 381 vítimas mortais, em 66 municípios do país. O indepaz utiliza o termo na acepção estabelecida pelas Nações Unidas: existe um massacre «quando três ou mais pessoas são assassinadas no mesmo local e momento e pelo mesmo presumível perpetrador».

Tópico