|China

Mais de mil milhões de doses de vacinas administradas na China

No sábado, a China ultrapassou a marca de mil milhões de doses de vacinas administradas contra a Covid-19, quando o país está a dinamizar a maior campanha de vacinação da sua história.

Uma trabalhadora regista informação sobre as pessoas que vão ser inoculadas num centro de vacinação contra a Covid-19 no distrito de Haizhu, em Guangzhou, província de Guangdong (Sul da China), a 19 de Junho de 2021 
Uma trabalhadora regista informação sobre as pessoas que vão ser inoculadas num centro de vacinação contra a Covid-19 no distrito de Haizhu, em Guangzhou, província de Guangdong (Sul da China), a 19 de Junho de 2021 CréditosWang Ruiping / Xinhua

De acordo com os dados divulgados pela Comissão Nacional da Saúde (CNS), a China acelerou o ritmo da vacinação gratuita contra a Covid-19, em todo o país, em finais de Março.

Para passar dos cem para os 200 milhões de doses, o país asiático demorou 25 dias; 16 dias para ir dos 200 aos 300 milhões, e seis dias para ir dos 800 aos 900 milhões. Para chegar aos mil milhões, a China demorou apenas cinco dias, segundo as actualizações diárias da CNS, informa a Xinhua.

A campanha de vacinação em larga escala levada a cabo por todo o país mostrou que as vacinas chinesas contra a Covid-19 são seguras, afirmou Zeng Yixin, vice-director da CNS, tendo acrescentado que, até ao final deste ano, pelo menos 70% população-alvo deve estar vacinada contra a doença no país.

A campanha nacional de vacinação na China abrange indivíduos com mais de 18 anos, num país que, de acordo com os dados mais recentes do Gabinete Nacional de Estatística, publicados em Maio último, tem uma população de 1 411 780 000 habitantes.

A pessoa mais idosa vacinada no país tem mais de cem anos. «As pessoas idosas e com deficiência têm prioridade na vacinação», disse à agência Li Zhe, directora de um centro de saúde em Shenyang, capital da província de Liaoning (Nordeste da China).

21 vacinas em ensaios clínicos desde 2020

Desde o ano passado, refere a Xinhua, 21 vacinas contra a Covid-19 entraram em ensaios clínicos no país asiático. Até ao momento, quatro foram aprovadas para uso comercial condicionado e três foram autorizadas para uso de emergência dentro do país.

Duas das vacinas desenvolvidas no país foram aprovadas pela Organização Mundial da Saúde para uso de emergência. De acordo com dados oficiais referentes ao início deste mês, a China forneceu 350 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 a outros países, na forma de doações (a mais de 80 países) e exportações (a mais de 40).

Mao Junfeng, funcionário do Ministério da Indústria e da Tecnologia da Informação, disse que, até ao momento, três empresas chinesas levaram a cabo a produção conjunta de vacinas com oito países, estando em discussão a cooperação com dez países.

Tópico