|Indonésia

Indonésia: um terço dos trabalhadores em lay-off no âmbito da Covid-19

Segundo um inquérito recente, 35% dos trabalhadores indonésios foram colocados em situação de lay-off, devido às dificuldades que as empresas enfrentam no âmbito da pandemia de Covid-19.

Protesto contra a vaga de lay-offs em massa na Indonésia
Protesto contra a vaga de lay-offs em massa na Indonésia Créditos / igj.or.id

Os dados resultantes do inquérito, realizado pela empresa Jobstreet Indonesia e divulgado no fim da semana passada, mostram que 35% dos trabalhadores no país do Sudeste Asiático se encontram em lay-off «devido à pandemia», enquanto 19% foram obrigados a tirar licenças sem vencimento.

O director da JobStreet Indonesia, Faridah Lim, sublinhou que 54% dos trabalhadores indonésios tinham sentido directamente o impacto da pandemia, revela a Agência de Notícias do Vietname (ANV).

Lim afirmou que, entre os sectores onde o impacto mais se fez sentir, se encontram a hotelaria, turismo, têxteis, alimentação e arquitectura. Na hotelaria, 85% dos trabalhadores foram afectados; no turismo, 82%; na construção, 64%, indicou.

Por idades, os jovens trabalhadores sentiram bastante o impacto da crise e a faixa etária entre os 18 e os 24 anos é a mais atingida (64%).

O estudo revelou ainda que 43% dos trabalhadores indonésios sofreram cortes nos salários, até 30%, durante a imposição de restrições sociais em grande escala, com o objectivo de travar a propagação do vírus.

A Jobstreet Indonesia avaliou ainda o grau de satisfação dos trabalhadores indonésios quanto ao seu nível de vida. De acordo com o estudo, 92% dos inquiridos responderam que, antes da irrupção da Covid-19, estavam satisfeitos – uma percentagem que agora desce para 38%.

O número de pessoas pessimistas vai continuar a aumentar na Indonésia caso o governo não tome medidas destinadas ao controle da pandemia e à recuperação da economia, afirmam especialistas referidos pela ANV.

Tópico