|Síria

Autoridades sírias reabrem infra-estruturas de saúde destruídas em Alepo

Com a presença do primeiro-ministro sírio, Hussein Arnous, foram reabertos um hospital e um centro de medicina legal bastante danificados pelo terrorismo, em Alepo, depois de extensas obras de reconstrução.

O Hospital Doutor Mártir Zahi Azraq, arrasado pela guerra imposta à Síria, foi reaberto em Alepo 
O Hospital Doutor Mártir Zahi Azraq, arrasado pela guerra imposta à Síria, foi reaberto em Alepo Créditos / Prensa Latina

Em declarações à imprensa, o ministro da Saúde, Hassan al-Ghabash, disse que o Hospital Doutor Mártir Zahi Azraq, localizado no bairro alepino de Bustan al-Basha, foi devastado durante os anos da guerra terrorista imposta à cidade, entre 2012 e 2016, e que reabre agora as portas para prestar cuidados de saúde a toda a população.

Com 150 camas e seis blocos principais, a unidade hospitalar dispõe de dez departamentos especializados em áreas como cardiologia, doenças crónicas, cuidados intensivos, radiologia e diálise, além de equipamento moderno de tomografia computadorizada, explicou o titular sírio da pasta da Saúde.

No mesmo dia, quinta-feira, os membros do executivo participaram na reabertura do edifício do Departamento de Medicina Legal, no Bairro de Jub al-Quba. Com dois andares, a infra-estrutura foi reabilitada depois dos grandes danos sofridos pelos ataques do terrorismo com patrocínio internacional.

A reabertura destas duas infra-estruturas sanitárias mostra que, apesar das dificuldades, o trabalho do executivo não se deteve, disse Arnous à imprensa, acrescentando que o Estado está a procurar reconstruir e equipar muitos dos hospitais e centros de saúde de Alepo e de outras províncias, para que sejam como eram antes da guerra ou melhor.

Rússia entrega comida e alimentos no Nordeste do país

Elementos do contingente russo que se encontra na Síria a pedido do governo de Damasco, desde 2015, entregaram ajuda alimentar e médica a habitantes nas províncias de Deir ez-Zor e Hasakah.

Ajuda entregue pelo contigente russo no Nordeste da Síria / Sana

Na localidade de Islah al-Husseinieh (Deir ez-Zor), os militares do Centro de Coordenação russo, que tem sede na base de Hmeimim (Latakia), entregaram 300 embalagens com comida à população mais carenciada, indica a Prensa Latina.

A iniciativa, realizada em coordenação com as autoridades sírias, tem como objectivo «aliviar as condições difíceis que os sírios atravessam devido ao bloqueio norte-americano», disse o supervisor do processo, Abdulaziz Diab.

Por seu lado, o Departamento de Saúde da província de Hasakah recebeu da Federação Russa 200 quilos de material médico e medicamentos.

Talaat Ezzat, médico e membro do departamento, explicou à Sana que a doação incluía medicamentos genéricos e terapêuticos, além de soros e medicamentos específicos para doenças dermatológicas.

De acordo com fontes oficiais, desde 2015, o contingente militar russo presente no país levantino levou a cabo mais de 4000 operações de ajuda humanitária, no âmbito das quais entregou à população síria perto de 700 mil toneladas de alimentos, medicamentos e materiais básicos.

Tópico

Contribui para uma boa ideia

Desde há vários anos, o AbrilAbril assume diariamente o seu compromisso com a verdade, a justiça social, a solidariedade e a paz.

O teu contributo vem reforçar o nosso projecto e consolidar a nossa presença.

Contribui aqui