|Cuba

Cuba recebe 26 toneladas de material médico com fundos russos

Cuba recebeu uma doação de medicamentos e material médico para casos de emergência, gerida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPS), com fundos russos.

Cerimónia de entrega da doação de material médico e medicamentos com fundos da Federação Russa, em Havana, a 16 de Agosto de 2023 
Cerimónia de entrega da doação de material médico e medicamentos com fundos da Federação Russa, em Havana, a 16 de Agosto de 2023 Créditos / Embaixada da Rússia em Cuba

Na sua página de Twitter, o ministro cubano dos Negócios Estrangeiros, Bruno Rodríguez, expressou o «profundo agradecimento» do seu país ao povo e ao governo da Federação Russa, bem como à OMS e à OPS, pela doação de 26 toneladas de materiais médicos para situações de emergência.

A ajuda, gerida com fundos da Federação Russa, através da OMS e no âmbito da cooperação técnica da OPS, integra quatro contentores com antibióticos de largo espectro, medicamentos para a diabetes mellitus e cardiopatia; analgésicos, anti-inflamatórios e anti-hipertensivos.

Também contém materiais gastáveis, suturas, sets cirúrgicos, soluções desinfectantes, seringas e equipamentos como estetoscópios, glucómetros, oxímetros, entre outros, indica a Prensa Latina.

A cerimónia oficial de entrega, que decorreu esta quarta-feira nos armazéns da Empresa Comercializadora de Suministros Médicos Emsume, em Havana, contou com a presença do encarregado de negócios da Embaixada russa, Serguei Oboznov.

«O nosso dever é ajudar na medida do possível o povo cubano, muito mais quando se trata de salvar vidas. Por isso, a doação que fazemos hoje servirá para melhorar e manter a saúde e as entidades de emergência que continuam a trabalhar em obras de recuperação», disse Oboznov, citado pelo portal cubainformacion.tv.

O diplomata destacou a solidariedade da Rússia com Cuba em várias ocasiões, bem como o facto de ela se manter em tempos de «sanções ilegais por parte do Ocidente». «Estamos a fazer o máximo para ajudar Cuba, que vive uma situação complexa, agravada pelo bloqueio cruel e desumano que lhe é imposto pelos Estados Unidos», disse.

Participaram também na cerimónia o representante em Cuba da OPS, José Moya, e José Armando Larronte, em representação do Ministério da Saúde Pública de Cuba.

De acordo com o Ministério, esta doação ajudará a Ilha a prestar cuidados médicos a pelo menos dez mil pessoas em várias regiões.

Em 2022, refere a Prensa Latina, a Rússia entregou ao país caribenho mais de 80 toneladas de medicamentos e materiais médicos.

Tópico

Contribui para uma boa ideia

Desde há vários anos, o AbrilAbril assume diariamente o seu compromisso com a verdade, a justiça social, a solidariedade e a paz.

O teu contributo vem reforçar o nosso projecto e consolidar a nossa presença.

Contribui aqui