|Limpeza industrial

Salários em atraso na ferrovia com audição parlamentar

O PCP requereu audição das administrações da CP e da IP, bem como do ministro das Infraestruturas, acerca dos salários em atraso nos trabalhadores da limpeza dos comboios e das estações ferroviárias.

Os trabalhadores que limpam os comboios e as estações ferroviárias ganham baixos salários e têm-nos há dois meses em atraso CréditosMário Cruz / Agência Lusa

A limpeza das carruagens na Comboios de Portugal (CP) e das estações ferroviárias da Infraestruturas de Portugal (IP) é assegurada por trabalhadores contratados pela empresa Ambiente & Jardim, que estão novamente confrontados com uma situação de salários em atraso, a qual motivou a convocação de uma greve, depois de várias situações semelhantes registadas no passado.

Os trabalhadores estão há mais de dois meses sem salário, incluindo o subsídio de férias, uma situação com impactos gravíssimos na vida de quem se encontra sujeito a baixos salários e sobrecarga de horários.

O PCP, considera, por um lado, «inaceitável que, até agora, não se tenham encontrado soluções para garantir o pagamento dos salários» e, por outro, que a CP e a IP «deveriam integrar estes trabalhadores nos seus quadros, em vez de recorrerem a outsourcing». Nesse sentido, requereu a audição urgente na Comissão Parlamentar de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação, dos conselhos de administração daquelas empresas, bem como do ministro das Infraestruturas e da Habitação.

Tópico