|Fenprof

Que normas sanitárias para o início do ano lectivo?

A Fenprof vê com preocupação algumas orientações para a organização das escolas no próximo ano, nomeadamente quanto ao distanciamento e ao número de alunos por turma.

Créditos / 24.Sapo

Para esclarecer as «preocupações», a Fenprof decidiu pedir uma reunião com a Direcção-Geral da Saúde (DGS), enquanto entidade que estabelece as normas da segurança sanitária.

A federação sindical aponta, por exemplo, a não obrigatoriedade de distanciamento físico entre os alunos, a não fixação de um número máximo de crianças em sala de jardim de infância (que poderá atingir as 25), a dispensa de utilização de máscara no 1.º Ciclo ou o não resguardo de docentes de grupo de risco.

Referindo o número de casos detectados de crianças infectadas com Covid-19, a Fenprof volta a defender a realização de um rastreio prévio ao regresso dos alunos, professores e restantes profissionais.

Tópico