|ADSE

Lista B vence as eleições para o Conselho Geral e de Supervisão da ADSE

A lista B, apoiada pela Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública e que defende uma ADSE pública, solidária e com mais direitos, elegeu dois dos quatro representantes dos trabalhadores.

A estas eleições para o Conselho Geral e de Supervisão da ADSE concorreram sete listas e votaram 37 875 beneficiários, o dobro das últimas eleições realizadas em 2017, num acto eleitoral que decorreu nos dias 28, 29 e 30 de Novembro. 

A lista B saúda a participação eleitoral, considerando que a vitória é o reconhecimento do trabalho desenvolvido pelos eleitos apoiados pela Frente Comum no último mandato, contribuindo para «que a ADSE não cedesse totalmente à chantagem do governo e dos grandes grupos privados do sector da Saúde, ansiosos por “deitar mão” aos mais de 1000 milhões de euros de saldos acumulados».

No seu programa, a lista B defende, entre outros aspectos, a reposição das contribuições mensais dos trabalhadores e aposentados, designadamente para 12 meses, o alargamento e diversificação das convenções, garantindo que todos os beneficiários podem delas usufruir e o fim dos limites do número de consultas e de actos médicos nas áreas em que foram impostos.

Tópico