|SUCH

Greve nos Hospitais Universitários de Coimbra

Os trabalhadores do Serviço de Alimentação dos Hospitais Universitários de Coimbra encontram-se em greve durante este fim-de-semana, assegurando os serviços mínimos.

Foto de arquivoCréditos / Sindicato de Hotelaria do Centro

Começou hoje e prolonga-se até domingo a greve no Serviço de Alimentação dos Hospitais Universitários de Coimbra, segundo um comunicado do Sindicato de Hotelaria do Centro. Serão respeitados os serviços mínimos previstos na lei e no Acordo de Empresa, informa o comunicado.

A acção de luta decorre depois de uma reunião, esta semana, entre os sindicatos e o Conselho de Administração (CA) do Serviço de Utilização Comum dos Hospitais (SUCH), ter aumentado «as razões dos trabalhadores para aderirem a esta greve», afirma o sindicato.

A questão principal, segundo este, prende-se com o facto de a CA do SUCH vir agora dizer que não tem condições para dar quaisquer aumentos salariais em 2020, retirando da mesa uma proposta de aumentos salariais para este ano, apresentada aos sindicatos a 19 de Fevereiro deste ano.

Além disso, recusou todas as restantes propostas apresentadas pelos sindicatos, por intermédio da Federação dos Trabalhadores da Agricultura, Alimentação, Bebidas, Alimentação e Turismo de Portugal (Fesaht/CGTP-IN).

A Fesaht não aceita esta situação, mantém as demais propostas sindicais e ainda questionou o CA sobre o pagamento da compensação decidida pela Assembleia da República para os trabalhadores da administração pública que estiveram na linha da frente, entre os quais os trabalhadores do SUCH, tendo apresentado uma proposta nesse sentido.

Tópico