|Saúde

Greve dos enfermeiros da Misericórdia de Alhos Vedros por horários dignos

Os enfermeiros da Santa Casa da Misericórdia de Alhos Vedros, na Moita, fazem greve esta quinta-feira até às 23h, pela regulamentação dos horários e melhores condições de trabalho.

https://www.abrilabril.pt/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/rsz_alhosverdes_misericordia.jpg?itok=-2uZfbUW
Intransigência da mesa administrativa levou à greve, afirmam enfermeiros
Intransigência da mesa administrativa levou à greve, afirmam enfermeirosCréditos / Arslvt

Em comunicado, o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP/CGTP-IN) explica que os enfermeiros da Unidade de Cuidados Continuados Integrados da Santa Casa da Misericórdia de Alhos Vedros estão hoje em greve, das 8 às 23h.

Em causa está o rompimento unilateral pela mesa administrativa da misericórdia do processo negocial, iniciado há mais dois anos, com o objectivo de encontrar soluções satisfatórias para os problemas dos horários desregulados e das más condições de trabalho.

Segundo o SEP, a culpa da greve é da administração, pois, «apesar dos enfermeiros estarem sempre de boa-fé, apesar dos avanços e recuos da administração, inadmissivelmente, as negociações foram rompidas unilateralmente pela administração que recusa reunir e chegar a acordo, mesmo tendo sido integradas todas as alterações propostas pela Santa Casa da Misericórdia».

Entre as reivindicações dos enfermeiros está a subscrição do regulamento de horários, a contratação de um técnico de farmácia e a exigência que a Santa Casa da Misericórdia de Alhos Vedros respeite e valorize o seu trabalho.

Tópico

0 Comentários

no artigo "Greve dos enfermeiros da Misericórdia de Alhos Vedros por horários dignos