Frasam obrigada a pagar subsídios em atraso

Os trabalhadores da empresa Fundições do Rossio de Abrantes (Frasam) suspenderam a greve uma vez que a entidade patronal, perante a mobilização dos trabalhadores, comprometeu-se a pagar os subsídios de férias e Natal.

A acção reivindicativa dos trabalhadores levou a Frasam a comprometer-se com um plano de pagamento
A acção reivindicativa dos trabalhadores levou a Frasam a comprometer-se com um plano de pagamentoCréditos

No final da semana passada, a empresa assumiu, perante o Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Actividades do Ambiente do Centro Sul e Regiões Autónomas (SITE CSRA), o pagamento dos subsídios de férias e de Natal em atraso de acordo com um plano estipulado entre ambas as partes e que decorrerá até Março.

Depois de auscultar os trabalhadores, o SITE CSRA decidiu suspender a greve convocada para os dias 20, 23, 27, e 30 do mês de Janeiro e 3 de Fevereiro, esperando que esta cumpra com a sua parte do acordo até ao final do mês de Janeiro. Caso não seja cumprido o acordo, os trabalhadores iniciarão a greve no dia 3 de Fevereiro.

A União dos Sindicatos de Santarém/CGTP-IN saúda os trabalhadores da Frasam e o SITE CRSA por esta «vitória» e lembra com este exemplo que «vale sempre a pena os trabalhadores organizarem-se, unirem esforços e lutarem pelos seus direitos».