|precariedade

CTT: Greve parcial no dia 25 por aumentos salariais

O aumento dos salários e melhores condições de trabalho motivam a greve parcial no dia 25 deste mês. Com 38 milhões de euros de lucro em 2021, a administração dos CTT propõe «aumentos» de 7,50 euros. 

CréditosAntónio Cotrim / Agência Lusa

«Os accionistas apoderam-se da riqueza criada por quem trabalha na empresa, a quem pretende dar alguns tostões», critica a Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (Fectrans/CGTP-IN) face à proposta de actualização salarial. 

A estrutura sindical informa que os pré-avisos de greve emitidos prevêem paralisações nas primeiras duas horas do primeiro período de trabalho em alguns locais ou serviços, como a Logística/Transportes Coimbra e Castelo Branco, os Centros de Distribuição Postal, os centros de apoio à distribuição e a rede de lojas.

Para outros serviços, como a Logística/Transportes do CPL-S, estão previstas duas horas de greve no primeiro período de trabalho e as mesmas duas horas do segundo período de trabalho. Serviços como o CPI-N e IPEN, farão greve nas últimas duas horas do período normal de trabalho. 

Tópico