|greve

Continua a luta na Amtrol-Alfa por aumentos salariais

Os trabalhadores da empresa Amtrol-Alfa voltaram à greve, nos últimos três dias, perante a total falta de respostas por parte da administração às suas reivindicações.

Créditos / Fiequimetal

Em greve desde segunda-feira, os trabalhadores estiveram esta tarde concentrados à porta das instalações da empresa situada no Lugar de Pontilhões, em Brito, concelho de Guimarães, e contaram com a presença solidária da secretária-geral da CGTP-IN, Isabel Camarinha.

Tendo como objectivos principais a conquista de aumentos salariais «dignos» para todos, a valorização das categorias profissionais e a melhoria das condições de trabalho, os trabalhadores dão assim seguimento à luta pelo caderno reivindicativo, como se pode ler em comunicado divulgado pelo Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Actividades do Ambiente do Norte (SITE Norte/CGTP-IN).

Este protesto serve ainda para os trabalhadores se manifestarem contra o bloqueio à contratação colectiva e pela revogação das normas gravosas do código do trabalho, tais como a caducidade dos contratos colectivos de trabalho e a eliminação do princípio do tratamento mais favorável.

Este protesto esteve inserido na Jornada da CGTP-IN que está em curso até ao próximo dia 15 de Julho.

Tópico