|aumentos salariais

Conquista dos trabalhadores cancela greve na logística da Super Bock

Os trabalhadores da LETA, da logística da Super Bock, chegaram a acordo com a administração sobre aumentos salariais e decidiram não avançar para a greve.

Créditos / CGTP-IN

Os trabalhadores da LETA, empresa de prestação de serviços que opera, em regime de exclusividade, no sector da logística da Super Bock, em Leça do Balio, chegaram a acordo com a sua entidade patronal e decidiram por isso não avançar para a greve marcada para os dias 27 e 28 de Agosto.

Na sequência das negociações conduzidas pelo Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura e das Indústrias de Alimentação, Bebidas e Tabacos de Portugal (SINTAB/CGTP-IN), este informou que, esta manhã, foi assinado um acordo que garante aos trabalhadores um aumento imediato de 38 euros, bem como a sua actualização, em Janeiro de 2020, 2021 e 2022. Os aumentos esperados serão de valor equivalente ao que vier a ser aplicado no salário mínimo nacional, salvaguardando sempre um aumento mínimo de 30 euros.

Pode ler-se ainda no comunicado que o acordo prevê também a regularização do recurso ao trabalho em turnos rotativos, laboração contínua e horário concentrado, garantindo aos trabalhadores um acréscimo imediato do seu rendimento líquido mensal em cerca de 170 euros.

Regulamentaram-se igualmente questões relativas ao crédito de descanso compensatório por prestação de trabalho suplementar e o gozo de descanso efectivo em feriados acordados.

O SINTAB realça a ideia de que o acordo só foi possível devido «à firme posição dos trabalhadores», que, com «sentido de classe», não abandonaram a convicção da justiça das suas reivindicações.

Tópico