|CP

Comboios internacionais da CP continuam parados

Numa reunião no Ministério do Trabalho, a Fesaht exigiu a retoma da actividade e a ocupação efectiva dos postos de trabalho dos 20 trabalhadores afectos a este serviço.

Comboios parados na estação de Santa Apolónia
Comboios parados na estação de Santa ApolóniaCréditosMARIO CRUZ / LUSA

A requerimento da Federação dos Sindicatos de Agricultura, Alimentação, Bebidas, Hotelaria e Turismo de Portugal (Fesaht/CGTP-IN), realizou-se esta quarta-feira uma reunião no Ministério do Trabalho com a CP e a Servirail, pertencente ao grupo internacional Newrest, que explora os comboios internacionais dos percursos Lisboa-Madrid e Lisboa-Hendaye, tendo em vista a retoma da actividade destes comboios parados desde o dia 17 de Março.

Os trabalhadores, que estiveram em lay-off até 31 de Julho, foram «altamente penalizados» nos seus salários, «estão cansados de estar em casa» e querem «ocupar os seus postos de trabalho», afirma a estrutura sindical.

No encontro, a Servirail manifestou interesse em retomar a actividade, tendo informado igualmente que já questionou a CP sobre a suspensão unilateral do contrato de prestação de serviços desde Março.

Uma vez que a CP se recusou a dar qualquer informação sobre as razões pelas quais os comboios não estão a circular, a Fesaht requereu a marcação de uma nova reunião, solicitando também a presença do Ministério das Infraestruturas.

Tópico