|desregulação de horários

Programa de produção vai ser revisto, afirma administração

Autoeuropa parada por falta de peças (novamente)

A partir deste sábado até dia 2 de Abril, as linhas de produção na Autoeuropa vão estar novamente paradas. A indicação foi dada pela administração, devido à incapacidade de resposta à falta de motores a gasolina.

CréditosMário Cruz / Agência Lusa

A Autoeuropa está hoje parada, desta vez por mais de uma semana, até 3 de Abril, altura em que a produção será retomada normalmente. A laboração ao sábado foi imposta de forma unilateral pela administração, acabando com o dia de descanso, estando a funcionar deste Janeiro para aumentar a produção do novo modelo.

Em comunicado aos trabalhadores, a administração explicou a paralisação da linha de produção com as dificuldades existentes no fornecimento de motores a gasolina, que se deve ao «aumento da procura» destes véiculos. Os culpados apontados são os fornecedores da Volkswagen, que foram apanhados de surpresa pela situação.

«A revisão do programa de produção» não terá qualquer impacto no pagamento do prémio trimestral aos funcionários da empresa, afirma a administração no mesmo comunicado.

Os trabalhadores da indústria automóvel nacional cumprem, em média, 40,8 horas semanais e os operários qualificados chegam às 41,3 horas, contado o horário normal e o trabalho extraordinário. A desregulação dos horários de trabalho é sentida em muitas empresa do sector, entre as quais a Autoeuropa.

Tópico