|panificação

Acordo suspende greve na Padaria Nacional de Guimarães

A greve dos trabalhadores da padaria, que teve início à meia noite desta terça-feira foi suspensa na sequência de um acordo obtido entre os trabalhadores e a empresa sobre o pagamento dos salários.

A empresa comprometeu-se a pagar pontualmente o salário mensal e a pagar as dívidas do Plano de Recuperação de Empresa (PER) aos 18 trabalhadores em quatro prestações mensais e sucessivas, informa o Sindicato da Hotelaria do Norte (CGTP-IN) em nota.

Recorde-se que a Padaria Nacional de Guimarães recorreu a um PER há cinco anos e devia ter pago os créditos detidos pelos trabalhadores em 60 prestações. No entanto, a empresa pagou apenas duas prestações.

Para além disso, o sindicato denunciou que a empresa nunca pagou pontualmente o salário mensal, mas sempre em várias prestações.

Com o compromisso agora alcançado após o início da greve, cuja adesão rondava os 100%, os trabalhadores mandataram o sindicato para convocar nova paralisação se a empresa não cumprir.

Tópico