|OE2019

Rui Rio é contra distribuição de «folgas» orçamentais

O presidente do PSD criticou a proposta de Orçamento do Estado porque «todas as folgas que há é para distribuir». Rio gosta da redução do défice mas critica falta de «rigor».

CréditosJosé Coelho / Agência LUSA

«Todas as folgas que há é para distribuir», lamentou-se Rui Rio, à margem de uma reunião do Partido Popular Europeu, em Bruxelas, num comentário ao Orçamento do Estado para 2019. O presidente do PSD criticou o documento a que aponta falta de rigor.

Recorde-se que o anterior governo do PSD e do CDS-PP falhou todas as metas orçamentais a que se propôs e não conseguiu fazer aprovar qualquer orçamento que tenha chegado ao fim do ano sem precisar de ser rectificado.

Rio não avançou se o PSD vai votar contra ou abster-se na votação do Orçamento do Estado para 2019, mas disse que há medidas «que não são como o Governo está a dizer». No entanto, em ambas as referências que fez – à redução do IVA sobre a potência contratada, na electricidade, e à tributação autónoma das horas extraordinárias em sede de IRS – falhou.

Aliás, a mexida no IVA da electricidade foi das medidas mais discutidas nas últimas semanas, com o Governo a ficar aquém da solução defendida pelo PCP, de redução do IVA em todas as componentes da factura da luz.

Tópico