|murpi

MURPI assinala 40 anos na «maior festa cultural de reformados»

No 23.º Piquenicão Nacional que se realiza este domingo, em Montemor-o-Novo, o MURPI comemora 40 anos a envelhecer com direitos. 
 

O MURPI lembra que os reformados «exigem ser respeitados na sua dignidade»
O MURPI lembra que os reformados «exigem ser respeitados na sua dignidade»Créditos / AgitAlpiarça

Pelos três palcos instalados no Parque de Exposições de Montemor-o-Novo (Évora) vão passar 66 grupos de cantares, de ginástica e de teatro de todo o País, num gesto de valorização do património cultural das tradições artísticas nacionais. 

A Confederação Nacional de Reformados, Pensionistas e Idosos (MURPI) admite tratar-se da «maior festa cultural dos reformados no País», mobilizando acima de quatro mil reformados e respectivas famílias.

À festa deste ano junta-se o apagar de velas pelos 40 anos do MURPI – quatro décadas a realizar o «grande projecto» de envelhecer com direitos, com «muita luta na conquista». 

Tópico