|Economia

Lucros da Navigator crescem 16 vezes mais que os salários

Os lucros da Navigator, a principal empresa papeleira do País, cresceram quase 25% na primeira metade do ano, face ao mesmo período de 2017. Já os salários na empresa evoluíram menos de 2%.

Trabalhadores concentrados em frente à sede do Grupo The Navigator Company
Os lucros da Navigator chegaram perto dos 120 milhões de euros no primeiro semestre de 2018Créditos / União dos Sindicatos de Setúbal

O resultado líquido da empresa passou de 96 milhões de euros, no primeiro semestre de 2017, para 119,4 milhões neste ano, segundo o comunicado enviado ontem à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Isto apesar dos períodos de paragem nas fábricas de Setúbal, para manutenção, e da Figueira da Foz, também para manutenção e expansão da capacidade produtiva, nos primeiros meses de 2018.

Os lucros da empresa continuam imunes ao dramático ano de 2017 na floresta portuguesa – onde as papeleiras vão buscar o essencial das suas matérias-primas.

Os salários dos trabalhadores da Navigator não evoluíram da mesma forma, apesar dos primeiros aumentos salariais desde 2008, já que se ficaram entre 1,5% e 1,8% – muito longe dos 24,4% de crescimento dos lucros.

Tópico