Depois do anuncio da iniciativa do Governo

Lançada petição contra a privatização da Fortaleza de Peniche

Várias personalidades são primeiras subscritoras de uma petição que apela à manutenção da Fortaleza de Peniche como património nacional.

https://www.abrilabril.pt/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/mc_pousada02.jpg?itok=Nif0R-uF
Fortaleza de Peniche
Fortaleza de PenicheCréditosMário Caldeira / Agência Lusa

A petição lançada exige que a Fortaleza de Peniche se mantenha como património nacional e saia da lista que contém 30 monumentos que deverão ser concessionados a entidades privadas para desenvolvimento unidades hoteleiras e turísticas. 

«Os abaixo assinados democratas antifascistas, surpreendidos com as recentes notícias sobre a concessão do Forte de Peniche, empenhados na defesa da necessária preservação da memória e resistência ao fascismo e pelo respeito de milhares de portugueses que deram o melhor das suas vidas para que o povo português pudesse viver em liberdade, apelam ao Governo para que o Forte de Peniche permaneça património nacional, símbolo da repressão fascista e da luta pela liberdade», declara o texto da petição. 

Da lista de primeiros subscritores constam os nomes de Catalina Pestana, Domingues Abrantes, José Barata Moura ou Pilar del Río, entre outros.

O projecto «Revive», lançado em conjunto pelos ministérios da Cultura, da Economia e das Finanças prevê a concessão a privados de monumentos históricos, por um período entre 30 e 50 anos, para o desenvolvimento de unidades hoteleiras e turísticas. Da lista inicial de 12 imóveis consta a Fortaleza de Peniche, prisão-símbolo do regime fascista, por onde passaram cerca de 2 mil presos políticos até ao 25 de Abril.

0 Comentários

no artigo "Lançada petição contra a privatização da Fortaleza de Peniche