|Algarve

Lagos precisa de hospital que custa menos de 0,004% dos juros da dívida pública

Os utentes da Saúde de Lagos exigiram a construção de um novo hospital no concelho numa tribuna pública, este sábado. Os juros da dívida pública de 2018 pagavam 260 hospitais idênticos.

«Há cerca de 20 anos que o hospital de Lagos tem vindo a ser prejudicado na capacidade de prestação de serviços», denuncia a Assembleia Municipal de Lagos
«Há cerca de 20 anos que o hospital de Lagos tem vindo a ser prejudicado na capacidade de prestação de serviços», denuncia a Assembleia Municipal de LagosCréditos / Jornal do Algarve

A iniciativa serviu para divulgar uma petição pública promovida pela Assembleia Municipal de Lagos por proposta da CDU (PCP-PEV), dirigida à Assembleia da República e que defende a construção do «novo Hospital de Lagos», que chegou a estar prevista há cerca de uma década pelo Ministério da Saúde.

A nova unidade hospitalar, segundo noticiou em Janeiro o Correio da Manhã, tinha, então, um custo de construção estimado de 27 milhões de euros, um valor 260 vezes inferior ao que o Governo estima pagar em juros durante este ano.

Na moção aprovada por unanimidade pelos participantes na acção dinamizada pela Comissão de Lagos dos Utentes do Serviço Nacional de Saúde, é relembrada a degradação das condições em que são prestados os cuidados de saúde na actual unidade hospitalar, fruto do desinvestimento dos últimos 20 anos. Isto apesar, relembram os utentes, do «progressivo aumento de residentes» e da procura turística nos três concelhos da área de influência do hospital (Aljezur, Lagos e Vila do Bispo).

Já no ano passado tinha sido aprovada por unanimidade uma moção na Assembleia Municipal de Lagos, também por proposta da CDU, a exigir a inclusão da verba para a construção do novo hospital no Orçamento do Estado para 2018. Apesar de ter sido dado conhecimento à Assembleia da República e ao Governo, isso não se veio a verificar.

Tópico