|Ambiente

PS e PSD rejeitam a plantação de mais árvores em Lagos

A proposta da CDU, chumbada pelo PS e PSD na Assembleia Municipal de Lagos, visava a identificação dos «arruamentos, praças, largos e outros locais» onde a plantação de arvoredo fosse mais premente.

Centro Histórico de Lagos
Centro Histórico de LagosCréditos / VagaMundos

«As árvores têm um papel fundamental na promoção da qualidade de vida devido às suas funções ecológicas, lúdicas e recreativas, pelo que a importância da sua presença em meio urbano é incontestável», defende, em comunicado enviado ao AbrilAbril, a Coordenadora de Lagos da CDU. «São um bem público, elemento chave nos arruamentos para ajudar a diminuir o efeito térmico nos dias mais quentes».

A coligação, que une comunistas e ecologistas e que em 2021 recuperou o vereador neste concelho do Barlavento algarvio, alerta para os «desafios ambientais e sociais colocados pelas alterações climáticas, cujas incidências já se fazem sentir de forma preocupante no país». As barragens do Algarve só têm, no início do Verão, cerca de 40% do seu volume útil, menos do que em finais de Setembro de 2021, quando começa a época das chuvas.

«São necessárias e urgentes novas abordagens políticas, tanto a nível nacional como local, orientadas para a adopção de soluções para mitigar os efeitos do aquecimento global». O arvoredo configura uma das mais importantes formas de minimizar as consequências das alterações climática, ao mesmo tempo que enfrenta o âmago da questão: a redução de gases poluentes na atmosfera. 

O «enorme potencial do arvoredo» em meio urbano, pode dar um importante contributo para a «biodiversidade: a capacidade de retenção da água da chuva no subsolo e de drenagem para os lençóis subterrâneos» são, nos dias de hoje, fundamentais assim como a ajuda na «regulação climática (com os devidos benefícios em termos de poupança energética dos edifícios), menores níveis de poluição e a criação de zonas de ensombramento e de lazer fundamentais para uma vida saudável e de bem-estar» das populações.

«Sendo verdade que se tem procedido à plantações de várias árvores na cidade», a CDU exigiu, na Assembleia Municipal de Lagos, o urgente reforço da plantação de árvores em artérias e ruas da cidade, para além da protecção e manutenção das espécies já existentes.

A proposta foi chumbada com 19 votos contra, do PS e do PSD, e uma abstenção, do Chega.

Tópico