|eleições autárquicas

Juntos para fugir ao desgaste

Mais do que o anúncio de um projecto comum para a valorização das autarquias e do seu papel junto das populações, PSD e CDS-PP colocam o objectivo de «derrotar a esquerda» a nível nacional.

CréditosTiago Petinga / Agência Lusa

Os partidos oficializaram ontem um acordo para as eleições autárquicas de 2021. Na conferência de imprensa realizada, os partidos ainda não sabiam a quantos concelhos se aplica o acordo, mas anunciaram a sua convicção de quererem «enfraquecer a hegemonia do PS» e «derrotar a esquerda» em todo o País.

Tratando-se da disputa de que determina o futuro do poder local para os próximos anos, com as importantes repercussões que daí decorrem para as populações, pouco se ouviu sobre projecto, princípios norteadores ou política a seguir nas autarquias.

Outra das questões que sobressai é que Rui Rio e Francisco Rodrigues dos Santos estão de acordo em discordar, nomeadamente para os casos em que se candidatam separados ou em que apoiam listas diversas, como acontece na Câmara do Porto.

Ambas as lideranças têm sido fortemente contestadas, nos respectivos partidos, com críticas a opções de um e outro em diversos momentos e este acordo parece surgir como uma tentativa de distrair as atenções de algum declínio e desgaste que vão sentindo.

Rui Rio avançou ainda que as autárquicas podem «ter ou não» uma leitura nacional, ou seja, se correr bem ao PSD, o líder social-democrata antecipa já que deve entender-se como a amostragem de um cartão à política do Governo, cuja cor depois se verá.

Com os diversos anúncios que têm vindo a público de outros partidos à direita, Francisco Rodrigues dos Santos advoga que este acordo é celebrado pela «direita que quer somar e não dividir», e que está «optimista» para derrotar «a esquerda e extrema-esquerda».

Outra das tónicas colocada foi o regresso à linha demagógica de uma campanha de «contas certas», com Rui Rio a anunciar que pretende ser implacável e até fazer com que «paguem do seu bolso», aqueles que autorizarem despesas que ultrapassem os orçamentos definidos.

Tópico