|CDU

Defender os trabalhadores, lutar por uma outra Europa

O PCP, na sua Declaração Programática às eleições para o Parlamento Europeu, sublinha a exigência de assegurar novos avanços e romper com o rumo de desigualdade, dependência e abdicação nacional.

João Ferreira é o primeiro candidato da CDU às eleições para o Parlamento Europeu em 2019
João Ferreira é o primeiro candidato da CDU às eleições para o Parlamento Europeu em 2019Créditos / cdu.pt

No documento eleitoral apresentado ontem, o PCP coloca a grande questão de se «avançar decisivamente na resposta aos problemas nacionais com o reforço da CDU, ou andar para trás, seja pelas mãos de PSD e CDS, seja pela mão do PS», reclamando mais força para os que acreditam que uma outra Europa «é possível».

Na sua Declaração Programática, o PCP considera «o aprofundamento das políticas da União Europeia de ataque a direitos, à soberania nacional e à democracia» como factor de promoção de valores reaccionários e anti-comunistas que alimentam «o crescimento de forças de extrema-direita e fascistas, do nacionalismo, da xenofobia, do racismo».

No caminho alternativo que propõe para a Europa, o PCP apresenta seis eixos essenciais: a elevação dos direitos laborais e sociais; o direito ao desenvolvimento soberano; a cooperação entre estados soberanos e iguais em direitos, respeitadora da democracia; as relações de amizade, de cooperação, de solidariedade com todos os povos do Mundo; o respeito pelo meio ambiente e a promoção da cultura, da diversidade e do intercâmbio cultural.

A Declaração sublinha ainda, a par da abolição das armas nucleares e de outras armas de destruição massiva, a necessidade do «relançamento das negociações para o desarmamento – incluindo do Tratado sobre Forças Nucleares de Alcance Intermédio – com vista à redução gradual e negociada dos armamentos e das despesas militares».

Para além do PCP, também o BE já apresentou o seu Manifesto Eleitoral, aprovado pela Mesa Nacional em Fevereiro, e o PEV tornou públicos os seus 10 Compromissos para as eleições ao Parlamento Europeu, que terão lugar no próximo dia 26 de Maio.

Tópico