|telecomunicações

Multinacional esvazia cofres da Meo

Altice usa receitas da PT para pagar dívida enquanto ligações continuam em falta

A multinacional francesa utilizou os proveitos com a empresa de telecomunicações nacionais para pagar juros dos empréstimos que contraiu para a comprar. Entretanto, há clientes que continuam sem telefone fixo.

Patrick Drahi, fundador da Altice, na Bolsa de Valores de Nova Iorque
Patrick Drahi, fundador da Altice, na Bolsa de Valores de Nova IorqueCréditosJustin Lane / EPA

As contas da Meo, a empresa detida pela Altice, mostram um prejuízo de 13 milhões de euros, de acordo com o Público. Mas a operação da empresa deu resultados positivos: os prejuízos resultam da canalização de 630 milhões de euros para pagar os juros dos empréstimos que serviram para concretizar a compra da PT.

O modelo de expansão do negócio da Altice está assente num nível brutal de endividamento e a entrada em Portugal não foi excepção. De acordo com as contas de 2016, a dívida consolidada do grupo ultrapassava os 50 mil milhões de euros – mais de um quarto de toda a riqueza produzida em Portugal no ano passado.

Para além de a Meo andar a pagar por ter sido comprada pela Altice, também paga mais de 50 milhões de euros por ano para poder usar a marca... Altice.

Entretanto, sucedem-se notícias sobre a reposição (e a sua falta) das telecomunicações nas zonas atingidas pelos fogos florestais de Outubro de 2017. Ontem, o primeiro-ministro remeteu todas as responsabilidades para a Autoridade Nacional das Comunicações (Anacom), confrontado com os atrasos pelo secretário-geral do PCP, durante o debate quinzenal, na Assembleia da República.

O presidente da entidade reguladora disse ontem que «não é aceitável» e que é «incompreensível» que a situação se mantenha, mas remeteu a acção da Anacom para «as situações em que possa ter havido práticas comerciais entre os operadores que não respeitem as regras ou práticas comerciais desleais com os consumidores». Quanto a quem continua sem telefone, não avançou com qualquer solução.

Tópico