|Montemor-o-Novo

Tempestade danificou telhado do Convento da Saudação

A passagem do furacão Leslie, na madrugada de sábado, fez ruir parte do telhado do Convento de Nossa Senhora da Saudação, em Montemor-o-Novo. Câmara Municipal reitera urgência de financiamento público.

No Convento da Saudação, datado do século XVI, está sediada a associação cultural O Espaço do Tempo
No Convento da Saudação, datado do século XVI, está sediada a associação cultural O Espaço do Tempo Créditos / Câmara Municipal de Montemor-o-Novo

Parte do telhado de uma das salas do Convento de Nossa Senhora da Saudação em Montemor-o-Novo, no distrito de Évora, ruiu devido à passagem da tempestade Leslie e ao avançado estado de degradação do imóvel. 

Num comunicado, a Câmara Municipal de Montemor-o-Novo informa que, em articulação com a Direcção Regional de Cultura do Alentejo e a associação O Espaço do Tempo, «está a promover uma intervenção de emergência para contenção da estrutura, a que se seguirá uma intervenção de estabilização com vista à recuperação total do espaço».

A autarquia reitera, no entanto, a «urgência de ser garantido financiamento
público para a necessária recuperação» do Convento situado dentro do Castelo de Montemor-o-Novo, que é Monumento Nacional e está sob a tutela da Direcção-Geral do Tesouro e Finanças. 

Fonte municipal adianta ao AbrilAbril que foi pela «urgência» em intervir e preservar este património, cujo avançado estado de degradação já havia sido diagnosticado pela Direcção Regional de Cultura, que a Câmara Municipal de Montemor-o-Novo assinou, em Agosto, o auto de cedência de utilização do Convento, por um período de 39 anos.

O objectivo passa pela recuperação do imóvel tendo em vista a sua aplicação a fins culturais, nomeadamente para a promoção de uma candidatura para criação e instalação de um Centro de Artes Transdisciplinares. Desde então, a autarquia tem vindo a trabalhar com a Direcção Regional de Cultura na procura de linhas de financiamento do projecto. 

Tópico