|Serpa

Serpa está sem serviço de urgência

A Santa Casa da Misericórdia de Serpa encerrou o serviço de urgência do Hospital de São Paulo devido a um surto de Covid-19. PCP reafirma necessidade de reverter gestão para a esfera pública.

Créditos / Rádio Voz da Planície

Perante o encerramento do serviço de urgência avançada do Hospital de São Paulo, no passado domingo, o deputado comunista na Assembleia da República, João Dias, contactou a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) a fim de obter informações relativas à necessidade de serem implementadas medidas imediatas que garantam o atendimento à população.

De acordo com um comunicado do PCP, a ULSBA informou já ter tomado providências para assegurar a manutenção do serviço de urgência, estando a preparar as condições necessárias para que o serviço seja reaberto «rapidamente». Neste âmbito, a entidade admite, inclusivamente, colocar profissionais de saúde da sua responsabilidade no referido serviço até estarem reunidas condições para o seu normal funcionamento, não onstante ser gerido pela Santa Casa da Misericórdia de Serpa.

Além de exigir a adopção imediata das medidas indispensáveis para que a população deste concelho alentejano volte a usufruir do serviço de urgência, tendo em conta também o quadro de crise pandémica, o PCP insiste na proposta de reversão do Hospital de São Paulo para a esfera de gestão pública.

Tópico