|Évora

PS contra novo Hospital Central do Alentejo

A Assembleia Municipal de Évora aprovou, com o voto contra do PS, uma moção exigindo o avanço, sem mais atrasos, da construção do novo hospital, incluindo as infra-estruturas necessárias.

Maqueta do novo Hospital Central do Alentejo, que será construído na periferia de Évora
Maqueta do novo Hospital Central do Alentejo, que será construído na periferia de ÉvoraCréditos / RTP

Na moção, proposta pela CDU, solicita-se também ao Governo informação sobre quando e em que moldes pretende assegurar a construção das infra-estruturas indispensáveis ao novo hospital, recordando que a Câmara Municipal tem reafirmado a sua disponibilidade para colaborar e negociar. Aliás, o município eborense já apresentou os estudos ao Governo, embora não tenha obtido resposta.

De acordo com o calendário assumido pelo Executivo de António Costa, a adjudicação da obra devia ter ocorrido em Janeiro. O Grupo Parlamentar do PCP também já questionou o Governo sobre o atraso na construção do novo Hospital Central do Alentejo, em Évora, bem como sobre as medidas previstas para que a obra se inicie.

Entretanto, o PS parece não acompanhar a importância de haver um novo hospital: por um lado, ao nível da melhoria da prestação de cuidados públicos de saúde no Alentejo e, por outro, não olhando para o papel destacado que nele pode ter a Universidade de Évora, considerando a existência da Escola de Enfermagem, bem como a criação de uma nova Escola de Saúde, já aprovada pela universidade.

Tópico