|Setúbal

«Ouvir a População, Construir o Futuro»

O projecto da Câmara Municipal de Setúbal vai levar o executivo camarário e as juntas de freguesia a cada bairro e rua do concelho, aproximando os órgãos autárquicos das necessidades sentidas pela população.

Setúbal
SetúbalCréditos / CC BY-SA 3.0

Arrancou ontem numa das maiores freguesias do País, a freguesia de São Sebastião, o projecto da Câmara Municipal de Setúbal (CMS): «Ouvir a População, Construir o Futuro». O programa vai centrar-se exclusivamente nas ruas, bairros, empresas e serviços de São Sebastião, até ao dia 19 de Março.

Seguir-se-ão, até ao final do ano, visitas e reuniões nas freguesias de Azeitão, Sado, Gâmbia, Pontes, Alto da Guerra e Setúbal, por esta ordem. «Este é um programa que, ao longo dos últimos anos, tem sido pautado por excelentes resultados no que respeita à melhoria da qualidade de vida no território», explicou, em comunicado, o executivo setubalense, que vai repetir todo este processo. 

Em declarações proferidas na sessão de apresentação do programa, André Martins, presidente da CMS, insistiu neste mesmo ponto: o projecto, inédito em Portugal, é um momento único para «aprofundar a relação de proximidade, não apenas com os munícipes, mas também com as freguesias».

«Além da auscultação feita no terreno, bairro a bairro, rua a rua, o programa tem prevista a realização de um conjunto de visitas a empresas, escolas, instituições e colectividades que integram o movimento associativo local, assim como a serviços comerciais e a espaços e equipamentos públicos».

Na mesma iniciativa, Nuno Costa, presidente da Junta de Freguesia de São Sebastião, lembrou que este programa conseguiu, no mandato anterior, resolver cerca de «90 por cento das necessidades identificadas pelas pessoas que conhecem, melhor do que ninguém, o território no qual vivem», comprovando o sucesso e o alcance do «Ouvir a População, Construir o Futuro».

A verdade é que esse sucesso só pode mesmo ser alcançado com a «participação e o envolvimento das populações», o que levou a CMS a comprometer-se a tudo fazer para que os setubalenses participem e se empenhem no conjunto de iniciativas definidas para este novo ciclo, que vai percorrer, em 2022, todas as cinco freguesias do município.

Tópico