|Professores

Escola em Mangualde encerrada por falta de professores

A falta de professores provocou a primeira baixa. A Escola Básica de Moimenta de Maceira Dão, que iniciava hoje o novo ano lectivo, não chegou a abrir. PCP questionou o Governo sobre a situação.

Escola Básica de Moimenta de Maceira Dão, Mangualde 
Créditos / Câmara Municipal de Mangualde

A baixa médica requerida por dois professores foi suficiente para bloquear o início de ano lectivo dos 39 alunos que frequentam a Escola Básica de Moimenta de Maceira Dão, no concelho de Mangualde. Até ao momento, não há qualquer informação sobre quando a escola voltará a abrir.

A situação foi denunciada pelos pais dos alunos, que apenas foram informados ontem pelo Presidente da Câmara Municipal de Mangualde. O PCP já dirigiu, na Assembleia da República, uma questão ao Ministério da Educação sobre o assunto, exigindo saber o que estava a ser feito para resolver a situação.

Ao Jornal do Centro, a autarquia afirmou estar a tentar resolver o problema com a tutela.

«A par do problema criado no primeiro dia de aulas, persiste um quadro de incerteza quanto aos dias seguintes e legítimas preocupações dos pais», é evidente que esta situação causará dificuldades de várias ordens aos pais, que «terão de encontrar soluções, no imediato, para poderem ir trabalhar e os filhos ficarem seguros durante o dia».

Na pergunta que dirigiu ao ministro João Costa, o PCP exige saber os motivos que levaram a que o Governo não tivesse, antecipadamente, tomado as medidas necessárias para garantir a abertura da escola.

Tópico

Contribui para uma boa ideia

Desde há vários anos, o AbrilAbril assume diariamente o seu compromisso com a verdade, a justiça social, a solidariedade e a paz.

O teu contributo vem reforçar o nosso projecto e consolidar a nossa presença.

Contribui aqui