|Barreiro

Alunos e professores abandonam Escola de Jazz no Barreiro

As alterações ao funcionamento decididas pela direcção da escola, na qual participa a autarquia, descontentam alunos e professores e afectam um projecto «reconhecido e acarinhado» pelos barreirenses.

A Big Band da Escola de Jazz do Barreiro durante concerto nas Festas do Barreiro, em 10 de Agosto de 2015
A Big Band da Escola de Jazz do Barreiro durante concerto nas Festas do Barreiro, em 10 de Agosto de 2015 Créditos / Anabela Carreira

Professores e alunos da Escola de Jazz do Barreiro foram surpreendidos, no início do ano lectivo, com alterações ao funcionamento das aulas, designadamente com o agrupamento de aulas práticas de instrumento, que anteriormente eram individuais.

As alterações incidiram na transformação das aulas individuais, de uma hora e personalizadas, em aulas de grupo onde podem estar alunos com níveis de aprendizagem diferentes e, nalguns casos, com um único instrumento para toda a turma.

O processo de ensino é prejudicado para alunos e professores, acrescendo que estes vêm o seu salário substancialmente reduzido pela redução horária.

A comissão concelhia do PCP do Barreiro considera que as alterações se traduzem por «uma evidente e significativa quebra da qualidade do ensino prestado» e criticam a «inacção e irresponsabilidade dos Executivos PS» na Câmara Municipal e na Junta de Freguesia do Barreiro, que responsabilizam pelo abandono de «cerca de metade dos professores e várias dezenas de alunos» da escola.

Em comunicado, os comunistas apontam aos executivos do PS, que integram a gestão tripartida da Escola de Jazz do Barreiro, o terem ignorado «as justas reclamações dos professores e alunos» e, «em menos de um mandato», terem conseguido «abalar profundamente um projecto erguido ao longo de décadas e que muito prestígio e reconhecimento trouxe ao Barreiro».

Sublinhando que esta situação ocorre «numa fase em que a Cultura está a atravessar uma situação gravíssima», o PCP do Barreiro considera prioritário que Câmara Municipal e Junta de Freguesia assumam as suas responsabilidades e «tomem todas as medidas necessárias para manter o normal funcionamento da Escola de Jazz, garantindo um ensino musical de qualidade e garantindo os direitos dos trabalhadores e alunos».

 

Tópico

Contribui para uma boa ideia

Desde há vários anos, o AbrilAbril assume diariamente o seu compromisso com a verdade, a justiça social, a solidariedade e a paz.

O teu contributo vem reforçar o nosso projecto e consolidar a nossa presença.

Contribui aqui