Trabalhadores alertam para perigo de a empresa ficar nas mãos das multinacionais

Temer prossegue destruição da Petrobras

O Governo do presidente golpista do Brasil, Michel Temer, anunciou que vai alienar 90% da transportadora de gás natural da Petrobras. Trabalhadores contestam e recordam que «a empresa é lucrativa».

https://www.abrilabril.pt/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/marcelosayo_petrobras_res.jpg?itok=Z11s8ffc
Os trabalhadores da petrolífera dizem que é um «crime» entregar gasodutos nacionais a investidores estrangeirosCréditos
Os trabalhadores da petrolífera dizem que é um «crime» entregar gasodutos nacionais a investidores estrangeirosCréditosCréditosMarcelo Sayao/EPA / Agência Lusa

Num comunicado, citado pelo Brasil de Fato, a Federação Única dos Petroleiros (FUP) critica o anúncio feito pelo presidente da Petrobras, Pedro Parente, relativamente à Transportadora Associada de Gás (TAG), subsidiária que opera e administra os gasodutos da empresa estatal.

A TAG, lê-se no texto, «possui mais de 4,5 mil quilómetros de gasodutos, instalados nas regiões Norte e Nordeste, que transportam cerca de 75 milhões de metros cúbicos de gás por dia». Por outro lado, a federação sindical revela que, a empresa criada em 2006 encerrou o ano passado com uma receita líquida de 1,2 mil milhões de euros, «não havendo justificação para a privatizar».

A venda da TAG, acrescentam os trabalhadores, vai «desarticular a logística de transporte da Petrobras e deixará nas mãos de grupos estrangeiros o controle sobre os gasodutos do país». Admitem que, sem o comando do transporte de gás, a Petrobras «ficará refém dos preços e condições impostos pelas multinacionais».

Os prejuízos da privatização alastram ao consumidor final, designadamente com o aumento das tarifas. A federação recorda que a subida das tarifas «já vem acontecendo com o gás de cozinha, a gasolina e o diesel». Os trabalhadores denunciam ainda que a política de preços da Petrobras  «privilegia as distribuidoras e importadoras de combustíveis».

0 Comentários

no artigo "Temer prossegue destruição da Petrobras