Mensagem de erro

|Nicarágua

Parque Palestina inaugurado em Manágua

Sobre o parque recém-inaugurado, o encarregado de negócios da Embaixada da Palestina disse que se trata de um «símbolo de irmandade e solidariedade», e reforça o apoio da Nicarágua à causa palestiniana.

CréditosCesar Perez / el19digital.com

Para Mohammed Shafeid, um dos representantes da missão diplomática palestiniana presentes na cerimónia de inauguração, esta sexta-feira, o espaço recreativo que presta homenagem à luta do seu país pelos seus direitos evidencia «o amor dos nicaraguenses pelo povo palestiniano».

«Isto significa muito para o povo palestiniano», disse Shafeid na cerimónia de abertura do Parque Palestina em Manágua. «Quero enviar saudações e cordiais agradecimentos ao presidente Daniel Ortega e à vice-presidente, Rosario Murillo, por mostrarem hoje mais que nunca o apoio ao povo palestiniano e a solidariedade com a causa palestiniana», acrescentou, citado pelo portal el19digital.com.

A cerimónia de inauguração do Parque Palestina contou a participação de vários representantes da Embaixada da Palestina em Manágua // Cesar Perez / el19digital.com

Na abertura do parque, o segundo no país centro-americano que homenageia a luta do povo palestiniano, localizado no coração da capital, estiveram presentes a presidente do Município de Manágua, deputados do Grupo de Amizade Nicarágua-Palestina, diversos representantes da Embaixada da Palestina e centenas de residentes, sobretudo habitantes dos bairros San Antonio, San Sebastián e Boer.

Ao intervir, a presidente do Município de Manágua, Reina Rueda, destacou a histórica amizade entre a revolução sandinista e a Palestina, e destacou o significado de um espaço que, sendo de recreação familiar, honra «um povo lutador e heróico».

Por seu lado, Elieth Esquivel, co-directora de Instituto Nicaraguense de Fomento Municipal, afirmou que, com a construção deste parque, se presta homenagem a «um povo irmão», que «luta tenazmente pelos seus direitos».

Cesar Perez / el19digital.com

Já Melvin Argucia, deputado e membro do Grupo parlamentar de Amizade Nicarágua-Palestina, destacou a resistência palestiniana na Faixa de Gaza face «à investida criminosa do governo sionista de Israel».

«A Palestina e a Nicarágua, ainda que separadas pela distância, estão unidas pelos desejos de paz, amor, de autodeterminação, de soberania e de independência», frisou. «Partilhamos o espírito de luta e resistência, mantemos uma relação solidária e fraterna entre os dois povos e governos», referiu.

Com uma extensão de 14 mil metros quadrados e 117 árvores frondosas de várias espécies, indica a fonte, o Parque Palestina apresenta um amplo leque de infra-estruturas para o descanso e o lazer – 15 papeleiras, vários bebedouros, 72 bancos, diversas instalações sanitárias e 288 candeeiros.

Tópico

Contribui para uma boa ideia

Desde há vários anos, o AbrilAbril assume diariamente o seu compromisso com a verdade, a justiça social, a solidariedade e a paz.

O teu contributo vem reforçar o nosso projecto e consolidar a nossa presença.

Contribui aqui