|Peru

Mineiros peruanos cumprem 16.º dia de greve

Os trabalhadores acusam a Shougang Hierro Perú de fomentar «a precariedade e a violação sistemática dos direitos laborais». Em plenário, os mineiros vão decidir sobre a continuidade do protesto.

Mineiros peruanos em luta (foto de arquivo)
Mineiros peruanos em luta (foto de arquivo)Créditos / proceso.mx

Em virtude da paralisação, convocada por tempo indeterminado, ontem cinco barcos de grande calado permaneciam no porto de San Nicolás, no departamento peruano de Ica, sem poder transportar ferro, segundo informa a TeleSur.

Os trabalhadores da empresa mineira Shougang Hierro Perú, detida pelos chineses da Shougang Group, entraram em greve por tempo indeterminado depois de não chegarem a acordo nas negociações sobre aumentos salariais e melhoria de condições de trabalho.

De acordo com o Sindicato de Obreros de Shougang Hierro Perú, a empresa viola o acordo colectivo de trabalho e leva a cabo uma «política de despedimentos massivos». Acusa também o grupo chinês de apresentar falhas em matéria de segurança e saúde laboral, bem como ao nível da «discriminação salarial».

A greve conta com o apoio da Confederação Geral dos Trabalhadores do Peru (CGTP), cujo secretário-geral, Gerónimo López, expressou toda a solidariedade aos trabalhadores mineiros e à sua luta.

Disse ainda estar preocupado com a «intransigência da Shougang» e exortou a directora regional do Trabalho do Departamento de Ica, Elsa Aquije, a encontrar uma solução para o conflito, lembrando que o prolongamento da greve implica «prejuízos para os trabalhadores e para as suas famílias», refere a TeleSur.

Entretanto, já esta terça-feira, o Sindicato dos Operários da Shougang Hierro Perú anunciou que a Direcção Regional do Trabalho de Ica avançou com uma proposta de resolução para o conflito e que, amanhã, os mineiros irão decidir em plenário sobre a continuidade da greve.

Tópico