|Síria

EUA transportam centenas de terroristas do Daesh da Síria para o Iraque

Desde o início da ofensiva turca, a 9 de Outubro, as «tropas de ocupação dos EUA» transportaram centenas de terroristas do Daesh e seus familiares de território sírio para o Iraque, informa a SANA.

Militares russos acusam EUA de terem «roubado» o contrabando de petróleo na Síria ao Daesh
Depois de lhes ter «salvo a pele» em várias ocasiões, Washington volta a transportar terroristas do Daesh Créditos / Sputnik

A agência estatal síria noticia, esta segunda-feira, que, «no quadro do investimento no terrorismo, as tropas dos EUA têm vindo a transportar centenas de terroristas do Daesh», que levam do Nordeste da Síria [região da Jazira] para o Iraque, «depois de os juntarem em bases ilegais».

Segundo fontes locais e órgãos de comunicação, os militares norte-americanos transportaram dezenas de presos do Daesh do campo de al-Hol, a leste da cidade de Hasaka, e têm realizado inúmeros voos de helicóptero sobre o acampamento. Isto ocorreu, de acordo com essas fontes, 24 horas depois de terem levado «230 terroristas estrangeiros da organização terrorista da prisão de al-Malkiya» para uma base em al-Shadadi, a sul da cidade de Hasaka.

Desde o início da ofensiva turca em território sírio, a 9 de Outubro último, as «tropas de ocupação dos EUA» transportaram centenas de terroristas do Daesh e seus familiares de território sírio para o Iraque. A SANA precisa que, a partir da base ilegal referida, os membros do Daesh e as suas mulheres foram levados de helicóptero para o país árabe vizinho em seis grupos.

Depois de formar a chamada «coligação internacional», em Agosto de 2014 – com o pretexto de combater o Daesh –, «hoje Washington decide sozinho, através das suas forças de ocupação no terreno, o destino dos terroristas, que detém para reutilizar e investir nos ataques a estados», no contexto da implementação «das suas agendas contra qualquer país e para atingir os seus interesses», lê-se na peça hoje publicada.

A SANA lembra ainda que, até há pouco tempo, as tropas norte-americanas transportaram de helicóptero terroristas do Daesh de um local para outro, de noite, em território sírio, para os salvar do Exército Árabe Sírio.

Colaborações frequentes

As tropas norte-americanas e a chamada «coligação internacional» liderada pelos EUA foram reiteramente acusadas de transportar militantes do Daesh, «salvado-lhes a pele» em situações de aperto e dando-lhes «novo uso».

A título de exemplo, o Irão acusou os EUA de transportar «um grande número de terroristas do Daesh» para o Afeganistão a partir da Síria, sublinhando a desestabilização que daí poderá resultar para a região da Ásia Central, lembra a Al-Masdar News.

Por seu lado, em 22 de Setembro de 2018, a agência SANA reportou a existência de uma operação, por parte da «coligação internacional», de transporte aéreo de terroristas do Daesh, que foram levados dos arredores de al-Marashida, na província de Deir ez-Zor, para parte incerta.

Um ano antes, em Setembro de 2017, diversas fontes disseram à RIA Novosti que os militares norte-americanos tinham transportado membros do Daesh da região de al-Mayadin, em Deir ez-Zor, para parte incerta, quando o cerco do Exército Árabe Sírio apertava.

Numa reportagem publicada em Novembro de 2017, a BBC revelou vários detalhes de um acordo secreto que permitiu que centenas de combatentes do Daesh e as suas famílias saíssem da cidade Raqqa, em meados de Outubro desse ano, acompanhados e protegidos pela coligação liderada pelos EUA, pouco antes de as chamadas Forças Democráticas Sírias (FDS) terem decretado a libertação da cidade.

Tópico