|Síria

China doou 100 autocarros à Síria

As autoridades sírias receberam, esta quarta-feira, a doação do governo chinês, que se destina a ajudar o país árabe a fazer frente aos impactos da guerra de agressão e do bloqueio que lhe é imposto.

Créditos / sana.sy

«Esta ajuda reflecte as profundas relações que unem os nossos países amigos e contribui para melhorar o sistema de transporte, afectado pela guerra e o injusto assédio económico», declarou à imprensa o ministro sírio da Administração Local e Meio Ambiente, Hussein Makhlouf, durante o acto de entrega, que decorreu no recinto da Expo Damasco.

Makhlouf destacou o apoio constante da China ao povo sírio desde o início da guerra, particularmente no campo humanitário, bem como a cooperação existente com empresas chinesas, nomeadamente na área da energia alternativa, manifestando a esperança de que essa cooperação seja aprofundada, revela a agência SANA.

Em declarações de teor semelhante, o ministro adjunto dos Negócios Estrangeiros, Ayman Susan, disse que esta doação de cem autocarros dá continuidade à posição sólida do país do Extremo Oriente no que respeita ao apoio à Síria na guerra contra o terrorismo.

Susan disse ainda que Damasco anseia por um contributo eficaz da parte da China no processo de reconstrução do país, classificando o «gigante asiático» como uma das poucas potências mundiais com imensa capacidade para o fazer.

Em declarações publicadas pelo diário al-Watan, o diplomata destacou as «sólidas» e «históricas» relações sino-sírias, e que estas assumem novas dimensões tendo em conta os desafios que se colocam a ambos os países.

Susan reafirmou o posicionamento de Damasco a favor do princípio de uma só China e de rejeição das tentativas de minar a unidade, mostrando-se ainda contra as tentativas dos países ocidentais de politizar a questão dos direitos humanos.

Um «parceiro e amigo próximo»

O embaixador da China em Damasco, Feng Biao, esteve presente na cerimónia de entrega dos autocarros, tendo sublinhado que se trata de uma contribuição do seu país no âmbito do apoio prestado ao povo sírio para fazer frente à crise económica e às injustas medidas coercivas unilaterais.

«A China considera a Síria como um parceiro e um amigo próximo», disse Feng, acrescentando que o seu país pretende reforçar e desenvolver as relações de cooperação existentes, «para que incluam mais áreas».

Em Junho de 2019, a China fez uma primeira doação de cem autocarros à Síria, tendo enviado ainda técnicos para treinar o pessoal sírio na manutenção das viaturas.

Nos últimos anos, a China enviou para o país levantino milhares de toneladas de alimentos, material sanitário e mais de um milhão de vacinas contra a Covid-19.

Tópico