|Vietname

Balança comercial vietnamita com saldo positivo recorde

As exportações cresceram nos dez primeiros meses de 2020 e a balança comercial do Vietname regista um saldo positivo recorde de 18,7 mil milhões de dólares, informou o Departamento Geral de Estatísticas.

Terminal portuário em Haiphong, no Norte do Vietname
Terminal portuário em Haiphong, no Norte do Vietname Créditos / asia.nikkei.com

Apesar da situação económica complicada a nível mundial, no contexto da pandemia de Covid-19, o país asiático conseguiu manter o bom ritmo de vendas para o exterior, que, nos primeiros dez meses do ano, atingiram o valor de 229,7 mil milhões de dólares, um acréscimo de 4,7% por comparação com igual período em 2019, indica a Agência Vietnamita de Notícias (AVN).

O Departamento Geral de Estatísticas precisou que cerca de 36% das exportações corresponderam a empresas estatais e privadas locais, e o resto às que operam sob o regime de investimentos estrangeiros.

As exportações da indústria pesada e de minerais ascenderam a 123,8 mil milhões de dólares, mais 8,4% que em igual período do ano passado, enquanto a indústria ligeira e o artesanato foram responsáveis por 81,8 mil milhões de dólares, registando um crescimento de 1,5%, nota a AVN.

Os Estados Unidos mantiveram-se nos últimos dez meses como o primeiro comprador ao Vietname, com uma facturação de 62,3 mil milhões de dólares (mais 24% que em igual período de 2019).

Seguiram-se a China (37,6 mil milhões de dólares; mais 14%); a União Europeia (28,9 mil milhões; menos 3%); e outros países-membros da Associação de Nações do Sudeste Asiático – Asean (18,9 mil milhões, menos 11,6%).

Coreia do Sul e Japão também realizaram compras acima dos 15 mil milhões de dólares: 16,3 mil milhões e 15,6 mil milhões, respectivamente.

Neste período, os principais abastecedores do Vietname foram a China (vendas no valor de 65,8 mil milhões de dólares); Coreia do Sul (37,4 mil milhões); o bloco da Asean (24,4 mil milhões); o Japão (16,5 mil milhões); a UE (11,8 mil milhões); e os EUA (11,6 mil milhões), revelou o Departamento Geral de Estatísticas.

Pese embora a contracção do comércio mundial neste século – e em particular este ano –, «as exportações vietnamitas crescem a um ritmo anual de 16%, o maior do mundo, três vezes mais que a média das economias emergentes», refere a Prensa Latina.

De acordo com a agência cubana, o país do Sudeste Asiático pretende que as suas exportações cresçam pelo menos a uma média anual de 5% até 2025, de modo a atingir os 340 mil milhões de dólares.

Tópico