|Indústria

Trabalhadores da Sovena em greve até 26 de Abril

Os trabalhadores da Sovena, no Barreiro, estão desde segunda-feira a realizar uma greve parcial de duas horas, no início e fim de cada turno, pelo fim da precariedade e da discriminação salarial.

Piquete de greve dos trabalhadores da Sovena
Piquete de greve dos trabalhadores da SovenaCréditos / Site Sul

O pré-aviso de greve, que teve início no passado dia 22 e decorre até sexta-feira, foi entregue pelo Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Actividades do Ambiente do Sul (SITE SUL/CGTP-IN).

Em nota de imprensa, a União de Sindicatos de Setúbal (USS/CGTP-IN) afirma que os trabalhadores desta unidade produtora sediada no Barreiro, detida pela Sovena (dona de marcas como Oliveira da Serra e Fula), decidiram em plenário avançar com a greve face à intransigência da empresa em negociar o caderno reivindicativo.

A paralisação tem como objectivos contestar «as políticas salariais discriminatórias» e os vínculos precários existentes na empresa, visando ainda que os benefícios de saúde sejam extendidos a todos.

Segundo o pré-aviso, a greve conta com três períodos de paralisação: das 6h às 8h, das 8h às 10h e das 16h às 18h, com a excepção do dia 26 de Abril, no qual se realizará uma paragem com concentração à porta da empresa das 14h às 18h.

Tópico