|salários em atraso

Trabalhadores da limpeza da Câmara de Gondomar exigem «salários a tempo e horas»

Os trabalhadores ao serviço da empresa Byeva, que asseguram a limpeza dos edifícios da Câmara Municipal de Gondomar, estão em greve esta sexta-feira, em protesto contra os salários em atraso.

CréditosPxhere / CC0 1.0 Universal

A greve de 24 horas foi convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores de Serviços de Portaria, Vigilância, Limpeza, Domésticas e Actividades Diversas (STAD/CGTP-IN).

O sindicato afirma que a empresa Byeva, a quem foi adjudicada a limpeza de vários edifícios do Município de Gondomar, não paga os salários até ao último dia de cada mês, o que acarreta «prejuízos sérios» aos trabalhadores.

«Esta é uma empresa que está em várias cidades. Vence os concursos, mas depois não cumpre com os funcionários. Tem a prática de pagar salários foras de horas. Pagam a dia 13, 15 ou 16, conforme decidem, o que coloca as famílias dos trabalhadores em situação de fragilidade. Estamos a falar de salários baixos, na maioria dos casos», afirmou Eduardo Teixeira, do STAD, em declarações à Lusa.

Além da paralisação, os trabalhadores realizaram esta manhã uma concentração de protesto à porta da Câmara Municipal de Gondomar, para apelar a esta para que tome medidas no sentido de resolver a situação.

Em resposta. a Câmara Municipal de Gondomar afirma que tem os pagamentos em dia e responsabiliza a empresa pelos atrasos nos salários, afirmando ainda que estão em curso os procedimentos legais para rescindir o contrato.

Tópico