|greve

Trabalhadores da Ecalma convocam greve de 48 horas

Os trabalhadores da Empresa Municipal de Estacionamento e Circulação de Almada vão fazer greve a 17 e 18 de Agosto, pelo cumprimento do acordo de empresa e por negociações sobre salários e carreiras.

O Flexibus, um dos vários serviços da Ecalma, que assegura o transporte em várias partes de Almada
O Flexibus, um dos vários serviços da Ecalma, que assegura o transporte em várias partes de AlmadaCréditos / Jornal da Região

Em comunicado, o Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local (STAL/CGTP-IN) anuncia que a greve de dois dias está marcada para a próxima quinta e sexta-feira, dando continuidade à greve parcial do último mês.

Recorde-se que os trabalhadores da Empresa Municipal de Estacionamento e Circulação de Almada (ECALMA) realizaram uma greve parcial, de uma hora diária, entre os dias 26 e 31 de Julho, cuja adesão rondou os 84%.

Os trabalhadores exigem o cumprimento do acordo de empresa, em vez da imposição abusiva de transferências do local de trabalho e de horários, como ainda a abertura de negociações sobre salários e progressões na carreira.

Além disso, reivindicam «uma avaliação de desempenho justa e valorizadora da profissão e da carreira» e «o cumprimento das promessas feitas» em relação à «melhoria das instalações e condições de trabalho na ECALMA».

No documento, o STAL salienta ainda que «está disponível para um diálogo franco e aberto, que não signifique a recusa desta via, postura assumida por este Conselho de Administração desde o início do processo reivindicativo».

Tópico