|CP

Trabalhadores da CP em greve dia 28, pela valorização das carreiras

Os trabalhadores da CP – Comboios de Portugal farão greve dia 28 deste mês, reivindicando a valorização das carreiras, revela um comunicado subscrito por mais de uma dezena de organizações sindicais.

Créditos / Portugal Ferroviário

«Um conjunto de organizações sindicais tem reunido no sentido de analisar os processos negociais na CP e na IP [Infraestruturas de Portugal], tendo, para já, decidido entregar um pré-aviso de greve para a CP para o próximo dia 28 de Junho», lê-se no comunicado conjunto.

A greve abrange todos os trabalhadores e decorre durante todo o dia, «salvaguardando as situações de entrada antes das 0h e das saídas após as 24h desse dia», explica o documento divulgado pela Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (Fectrans/CGTP-IN), que é uma das 11 estruturas sindicais que o subscrevem.

As organizações representativas dos trabalhadores entendem que as propostas da administração da CP, «todas elas sem aprovação da tutela, não respondem à questão central» da valorização das carreiras profissionais de todos os trabalhadores da empresa.

«Apesar da retirada de índices na base e do acrescento de um no topo, no intervalo mantém-se a estrutura, com algumas mexidas, mas que não valorizam os salários dos actuais trabalhadores», denunciam os sindicatos, explicando que se coloca como «expectativa futura uma diferença de mais ou menos 100 euros entre a base e o topo das categorias profissionais onde se enquadra a maioria dos trabalhadores».

Revelam ainda que, apesar de haver «evoluções nalgumas das reivindicações sindicais formuladas já há bastante tempo» no que toca às categorias e funções, «outras que são importantes continuam ignoradas».

Neste sentido, assinalam que «é a altura de passar do descontentamento manifestado nas conversas nos locais de trabalho para a acção e luta. Todos juntos, em unidade, vamos manifestar à administração da CP e à tutela sectorial que os trabalhadores querem ver melhoradas as suas condições de trabalho».

Os sindicatos ressalvaram não ter avançado para idêntica forma de luta na IP porque estão marcadas reuniões. Depois da que está marcada para dia 25, irão avaliar se houve avanços relativamente às exigências colocadas.

Tópico

Contribui para uma boa ideia

Desde há vários anos, o AbrilAbril assume diariamente o seu compromisso com a verdade, a justiça social, a solidariedade e a paz.

O teu contributo vem reforçar o nosso projecto e consolidar a nossa presença.

Contribui aqui