|EDP

Sindicatos lançam petição pelo aumento dos salários na EDP

A Fiequimetal e os seus sindicatos estão a promover um abaixo-assinado para reclamar o aumento salarial e a valorização profissional dos trabalhadores das empresas do grupo EDP.

Créditos / Portugal Digital

Unidade é palavra de ordem na reivindicação por aumentos salariais que valorizem profissões e carreiras numa empresa «que se assuma verdadeiramente como "top employer». Independentemente da opção sindical, posicionamento salarial ou vínculo laboral, os signatários manifestam o seu descontentamento perante a proposta de actualização salarial de apenas 0,8%, em 2022.

Na petição, promovida pela Federação Intersindical das Indústrias Metalúrgicas, Químicas e Eléctricas (Fiequimetal/CGTP-IN) e respectivos sindicatos, denuncia-se a «clara desproporção» do valor avançado pela empresa relativamente aos mais de 700 milhões de euros que os accionistas receberam em dividendos, bem como aos cerca de dez milhões de euros auferidos em 2021 pelos membros do Conselho de Administração. 

Os trabalhadores apelam a uma «mais justa» distribuição da riqueza e reivindicam 70 euros de aumento salarial para todos, declarando-se disponíveis para «desenvolver acções que permitam dar força a estas justas razões, junto das administrações».

Tópico