|Professores

Mário Nogueira denuncia em conferência de imprensa

Milhares de professores ainda por colocar nas escolas

O secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (Fenprof) disse hoje que ainda faltam colocar nas escolas milhares de professores, continuando por preencher mais de cinco mil horários, entre completos, incompletos, anuais e temporários.

O secretário-geral da Fenprof, Mário Nogueira, fala aos jornalistas sobre colocação de professores, na sede da Fenprof,em Lisboa. 1 de Setembro de 2017
O secretário-geral da Fenprof, Mário Nogueira, fala aos jornalistas sobre colocação de professores, na sede da Fenprof,em Lisboa. 1 de Setembro de 2017CréditosManuel de Almeida / Agência LUSA

Em conferência de imprensa, o secretário-geral da Fenprof, Mário Nogueira, acusou o Governo de não resolver o «gravíssimo problema do desemprego de professores» uma vez que a 1 de Setembro, uma semana antes do início das aulas, há 31 102 docentes não colocados.

«Este é o número de professores e educadores que, neste momento, estarão no desemprego, o que não deixará de se refletir nas variações de desemprego no País, quebrando a rota descendente a que vínhamos assistindo. Continua a verificar-se, em Portugal, um gigantesco desperdício de qualificações», disse Mário Nogueira.

O ano lectivo 2017/2018 inicia-se entre 8 e 13 de Setembro.


Com Agência Lusa

Tópico