|greve

Greve deixa alfa pendular sem refeições

Os trabalhadores da Risto Rail (grupo da Lufthansa), que prestam serviço de refeições nos comboios alfa pendulares e intercidades, exigem aumentos salariais e melhores condições de trabalho.

Manifestação de trabalhadores na estação de Santa Apolónia
Créditos / Sindicato da Hotelaria do Sul

Os oito comboios que saíram na manhã desta quinta-feira, nos sentidos Porto Campanhã e Lisboa Santa Apolónia, seguiram todos sem serviço de refeições, por força da greve dos trabalhadores.

A acção de luta contou com adesão praticamente total, informou a Federação dos Sindicatos de Agricultura, Alimentação, Bebidas, Hotelaria e Turismo de Portugal (Fesaht/CGTP-IN), em nota à imprensa.

Os trabalhadores, que prestam as suas funções nos bares dos comboios alfa pendulares e intercidades, estiveram em greve por melhores condições de trabalho e aumentos salariais.

A proposta sindical apresentada pelos representantes dos trabalhadores à empresa, para aumentos de salários, foi de 90 euros para todos os trabalhadores. No entanto, desde Novembro de 2019, que a administração não apresenta qualquer contraproposta.

Tópico