|enfermeiros

Enfermeiros do Centro Hospitalar Lisboa Ocidental exigem contratação de precários

Em greve no dia 21 de Abril, das 8h às 12h, os enfermeiros dos hospitais S. Francisco Xavier, Egas Moniz e Santa Cruz exigem a contratação dos colegas precários e o pagamento do trabalho extraordinário em dívida.

Hospital São Francisco Xavier, Lisboa
Créditos / Portugalio

«Identificados alguns problemas que persistem», os enfermeiros do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental (CHLO), que é integrado pelo Hospital S. Francisco Xavier, Hospital Egas Moniz e Hospital de Santa Cruz, decretaram greve entra as 8h e as 12h de dia 21 de Abril, com concentração no S. Francisco Xavier às 10h, informa o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP/CGTP-IN).

Os trabalhadores exigem a contratação de mais enfermeiros e a vinculação «definitiva» dos todos detentores de vínculo precário no CHLO, assim como o «fim da mobilização, casuística e sem qualquer plano, de enfermeiros entre serviços» e das «alterações, unilaterais e intempestivas, dos horários de trabalho».

De igual forma, os enfermeiros querem que o CHLO proceda ao «pagamento do trabalho extraordinário e feriados em dívida» e à «justa e legal contabilização dos pontos detidos pelos enfermeiros e pagamento dos devidos retrocativos desde 2018».

É necessário harmonizar do número de dias de férias entre todos os enfermeiros, refere o SEP. «É inadmissível que os enfermeiros com o designado contrato individual de trabalho tenham menos dias de férias» que os restantes colegas a desempenhas as mesmas funções.

Tópico

Contribui para uma boa ideia

Desde há vários anos, o AbrilAbril assume diariamente o seu compromisso com a verdade, a justiça social, a solidariedade e a paz.

O teu contributo vem reforçar o nosso projecto e consolidar a nossa presença.

Contribui aqui