|salários em atraso

Empresa deve salários e falta a reunião

A Statusvoga deve 50% do subsídio de Natal e os salários de Janeiro e Fevereiro aos seus cerca de 50 trabalhadores de várias cantinas que explora no ISEP.

Trabalhadores das cantinas, refeitórios e bares concessionados num protesto em frente às instalações da empresa Sogenove, na Maia
Créditos / AbrilAbril

A empresa Statusvoga, que explora o serviço de refeições de oito cantinas e bares do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP) e emprega mais de 50 trabalhadores, faltou esta quarta-feira a uma reunião promovida pelo Ministério do Trabalho a pedido do Sindicato de Hotelaria do Norte (CGTP-IN).

Em comunicado, o sindicato afirma que a empresa deve aos trabalhadores 50% do subsídio de Natal e os salários de Janeiro e Fevereiro.

Embora a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) «acompanhe» a situação da empresa há cerca de um ano, esta nunca lhe aplicou nenhuma coima, refere a nota.

O sindicato denuncia ainda que a empresa «não respeita os direitos» dos trabalhadores, impõe um «clima de intimidação e medo» e, recentemente, chamou a PSP para expulsar duas trabalhadoras do seu local de trabalho.

Face à ausência da empresa nesta reunião, o sindicato requereu nova reunião ao Ministério do Trabalho, desta vez, com a presença do ISEP.

Tópico