Desemprego cai para 10,6% em Outubro

A taxa de desemprego manteve a sua trajectória descendente em Outubro, confirmou o INE, estando 1,8 pontos percentuais abaixo dos valores registados um ano antes.

De acordo com a estimativa para Novembro, a população desempregada atingiu o valor mais baixo desde Janeiro de 2009
De acordo com a estimativa para Novembro, a população desempregada atingiu o valor mais baixo desde Janeiro de 2009Créditos

Os dados definitivos do Instituto Nacional de Estatística (INE) relativos a Outubro de 2016 apontam para uma revisão em baixa de 0,2 pontos percentuais (p.p.), quando comparados com a estimativa rápida divulgada no mês passado. A taxa de desemprego fixou-se nos 10,6%, menos 0,3 p.p. que em Agosto e Setembro, e menos 1,8 p.p. do que em Outubro de 2015.

A estimativa para o mês de Novembro, também divulgada hoje pelo INE, é de manutenção da trajectória descendente, passando a taxa de desemprego para 10,5%. Dentro de um mês serão conhecidos os dados definitivos de Novembro de 2016, a par da estimativa para Dezembro.

Com esta divulgação, o INE confirma que a população desempregada tem vindo a descer consecutivamente desde Fevereiro, com menos 75 700 desempregados contabilizados pela autoridade estatística. Já no ano que se seguiu às últimas eleições de 4 de Outubro, são contabilizados menos 88 600 desempregados.

Também a taxa de emprego vem crescendo, situando-se em Outubro nos 58,8%, mais 1,3 p.p. e 93 200 trabalhadores empregados. Do total, 11 200 destes trabalhadores têm entre 15 e 24 anos. No entanto, e apesar da taxa de desemprego jovem ter descido abaixo dos 30% em Abril, pela primeira vez desde 2011, mantém-se acima do mínimo de 26,8% registado em Junho e Agosto.